OBJECTO DO MÊS / MARÇO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mesa costureira

depapier mâche”, com embutidos

de madrepérola , estilo Luís Filipe, França, Séc. XIX

MB-133/a b (c- 50X l-33,5X a-76)

 

 

 

 

 

 

“Pequeno e elegante móvel destinado a guardar os trabalhos de renda, lã, ou bordados que as senhoras ainda e por bastante tempo, apenas donas de casa e complementos sociais do marido, executavam como maneira de distracção e forma estética de ostentar as “prendas” ensinadas juntamente com o francês e o piano.

A mesa tem um tampo e pernas pintadas de preto copiando a laca. Decoração a madrepérola  (…) com castelo, lua e barco junto aos rochedos. O tampo abre, tendo na parte interior um espelho. Forma na parte de baixo uma caixa forrada de seda azul com três divisões.

Este móvel indiscutivelmente gracioso é, por si, a súmula de todas as implicações socais, românticas e burguesas.

O “papier mâché” aparece nos estilos Luís Filipe, Napoleão III e Victoriano, entre as quais as diferenças cronológicas são rápidas e por vezes contemporâneas como no caso de Napoleão III e parte do período Victoriano. O “papier mâche” é obtido pela consolidação da pasta de papel sobre moldes com ajuda de cola, ou pela compressão da mesma massa de papel às matrizes. Este material possibilita, de forma relativamente económica, a atracção pelo exotismo oriental que desde os descobrimentos portugueses se fazia sentir pendularmente na decoração europeia”

 

Cesár Valença

  

in “Olhar sobre o mobiliário do Museu Nogueira da Silva”, Univ. do Minho/MNS, Braga 2002